Biomimética

Não posso negar que esse assunto me interessa desde que ouvi falar nele pela primeira vez. Não é novidade pra mim, mas como estou vendo isso na aula de Design e Sustentabilidade, me empolguei e resolvi fazer um post só sobre isso. Outro tema afim e relacionado (mas que não é a mesma coisa) é a Biônica.

Ambos os temas são pouco desenvolvidos no Brasil, e há poucos livros traduzidos para o idioma, o que é realmente uma perda considerável e uma defasagem gigante de conhecimento.

Pesquisando sobre a Janine Benyus (que fez uma palestra no TED de 2005 muito interessante), eu encontrei o site que ela ajudou a desenvolver e gostei muito da proposta opensource que ele tem. O Asknature é um catálogo das soluções da natureza para os desafios do design humano. Você pergunta “como a natureza constrói casas?” e ele lista uma série de exemplos das soluções que a natureza encontra…

A biomimética busca soluções sustentáveis ​​com base nos projetos e processos da natureza (por exemplo , as células solares que imitam folhas). É uma forma de desenvolver produtos e serviços de maneira favorável à vida.

A famosa Wikipedia define a biomimética como sendo “uma área da ciência que tem por objetivo o estudo das estruturas biológicas e das suas funções, procurando aprender com a Natureza, suas estratégias e soluções, e utilizar esse conhecimento em diferentes domínios da ciência. A designação desta recente e promissora área de estudo científico provém da combinação das palavras gregas bíos, que significa vida e mímesis que significa imitação. Dito de modo simples, a biomimética é a imitação da vida. “

A dificuldade em perceber as formas com que a natureza resolve seus problemas, não é por falta de informação e sim por falta de integração. Existem organismos que já resolvem problemas que passamos a carreira inteira tentando resolver. As respostas para essas perguntas estão por toda parte, só precisa mudar a lente com a qual vemos o mundo.

É preciso juntar os fundamentos do design, com a genialidade da natureza, e aprender algo com isso.

Como a vida cria as coisas? A vida acrescenta informação à matéria – estrutura. Como a vida faz as coisas desaparecerem no sistema? Não ha nada separado de seus sistemas.

Exemplos de soluções estão por toda parte (se tiver interesse, na palestra da Janine ela cita vários). O mais simples e conhecido é o famoso velcro! O exemplo que me chamou mais atenção é sobre as cores do pavão, que se dão por interferência de películas (cor através da forma), as camadas brincam e criam o efeito da cor. Isso é uma sacada muito genial, tendo em vista que tinta pra impressora é um dos líquidos mais caros do mundo e é extremamente tóxico!

A química verde está substituindo nossa química industrial pelo livro de receitas da natureza. A natureza usa apenas um sub-grupo da tabela e nós usamos todos, inclusive os tóxicos. Desvendar as elegantes receitas que pegam um pequeno sub-conjunto e criam materiais milagrosos como células… isto é tarefa da química verde.

“O mais importante é o fato de que esses organismos descobriram uma maneira fantástica de fazer as coisas ao mesmo tempo em que cuidam do lugar que cuidará dos seus descendentes”.

Se há uma forma mais amigável de crescer, projetar produtos e serviços, por que não? Acho um desperdício muito grande ignorar esses exemplos que a natureza oferece e que estão tão presentes na nossa volta e até em nós mesmos. É como querer dar “murro em ponta de faca”, e “teimar” com quem já entende do assunto há milhares de anos.

Perceber a genialidade da natureza aproxima os designers do sucesso. Em termos de vida, inclusive. A natureza aplica a multidisciplinaridade com maestria. Une todas as ciências em seus projetos e se adapta às mais diversas condições.

No dia em que a biomimética for considerada elementar nos projetos, pelo menos como pesquisa breve, acho que chegaremos num nível de evolução muito superior ao estágio em que a gente se encontra. O próprio ser humano cria seus problemas tentando resolver outros, e acaba formando uma bola de neve de problemas, sem conseguir encontrar soluções tão harmônicas quanto às que a natureza apresenta. No dia em que essas soluções forem encontradas pelos próprios designers tanto para problemas novos quanto para problemas antigos, aí sim teremos equilíbrio, integração e sucesso.  Enquanto isso não ocorre é como se tivéssemos uma caixa completa de ferramentas e só usássemos uma delas e ainda destruíssemos  todas as outras.

Pra quem quiser saber mais, seguem algumas indicações:
Biomimicry 3.8 | Twitter do Asknature | Arquitetura biomimética | Biomimética: a ciência que se inspira na natureza | eCycle |
A biomimética se inspira na natureza para criar produtos
 | Artigo: A Biomimética como Método Criativo para o Projeto de Produto (UFRGS) |
Artigo: Applications – Influence of Biology on Engineering | Dissertação: Biomimetismo e Ecodesign: Desenvolvimento de uma ferramenta criativa de apoio ao design de produtos sustentáveis | Artigo: O contexto Biomimético Aplicado ao Design de superfícies Têxteis | Revista Galileu: A natureza cria, a gente copia

Livros:
Biomimética: Inovação inspirada na natureza | Tem no books.google!
Biônica Como podemos usar a engenharia da natureza a nosso favor.
Le invenzione della natura e la biônica. Edizioni Paoline. Itália. 1986
Livros relacionados

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s